Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2007

Associação Industrial do Minho

A promessa de um melhor desempenho arquitectural pela aproximação do edifício a uma imagem hi-tec nem sempre é acompanhada por um efectivo vanguardismo tecnológico nos processos construtivos.O clássico problema existencial do par ser/parecer e a sua precária resolução resultam, por vezes, em modos caricaturais e excessivos na resolução projectual de determinados problemas.Link para Google Maps

Edifício União e Boa Vontade (1974)

Neste edificio, sede de uma cooperativa de consumo, o programa é distribuido por 4 pisos. O piso térreo a entrada de serviço a um supermercado (o 1º de Viana do Castelo) e os restantes a escritórios. Foi projecto do Arq. José Pulido Valente.Uma grelha de vidro de madeira pintada a vermelho, verde e branco balança-se sobre a rua e abrange todos os pisos superiores. É uma grelha que procura o sol, e cuja face voltada a norte se fecha. A revestir as faces das lajes, em vez de vidro, espelhos.O edificio agiganta-se e torna-se significante nesta rua incaraterística de Viana do Castelo. Pena o estado de conservação. Link para Google Maps

Hospital Regional de Viana do Castelo (1980)

Projecto do Arq.to Raul Chorão Ramalho. Ver mais em: Revista Arquitectura nº125, Agosto 1972. Jornal dos Arquitectos nº170 Link para Google Maps

Possibilidades que o enterramento da linha de caminho-de-ferro abriria à cidade de Viana do Castelo.

Se tomarmos como verdadeira a afirmação de que a cidade é um organismo vivo então, é também verdadeira a de que todas as acções que liguem, umas às outras, as partes integrantes de um dado organismo são favoráveis à vida desse mesmo organismo.
A esta acção podemos chamar de coerir e admitamos a coesão numa cidade uma virtude.

Se observarmos a cidade de Viana do Castelo à luz deste pensamento e as implicações no modo em que a linha de comboio foi traçada nos finais do século XIX, é visível que esta contraria a desejada coesão na cidade contemporânea.
Passo a enunciar três exemplos que comprovam esta tese:

1- As ruas de Aveiro e Manuel Fiúza Júnior não têm ligação e deviam ter.
2- A rua da Bandeira vê a sua continuidade estranhamente interrompida e não devia ver.
3- A avenida Capitão Gaspar de Castro e a rua Emídio Navarro têm ligação (através de um longo viaduto) e não devia assim ser.

Isto, como é óbvio, se partirmos do princípio de que a área de forma triangular compreendida pela estrada na…

Capela em Moledo do Minho (1990)

Projecto do Arq. Alexandre Alves Costa Link para Google Maps

Tribunal de Caminha

Projecto do Arq. Viana de Lima.Link para Google Maps

Escola Profissional de Música de Viana do Castelo (1985-2002)

O edifício da actual Escola Profissional de Música (projecto do Arq. Henrique de Carvalho), partiu de um aproveitamento das obras de tosco destinados a um Centro Cultural (anteprojecto dos Arquitectos Arménio Losa, Carlos Prata e Henrique de Carvalho). A estratégia de integração numa área com forte caracterização histórica faz-se, também, através da utilização de elementos correntes na história das cidades: o do quarteirão e a sua relação entre a construção,a rua e a praça.Link para Google Maps

Auditório do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (1989)

A força do conjunto de S. Domingos em Viana do Castelo pode ser também medida/verificada no edificios que lhes ficam próximos. (Para quem souber medir/verificar). Este auditório, projecto do Arq. Fernando Távora e o muito próximo Lar de Santiago, projecto do Arq. Domingos Tavares retomam muito do seu léxico, a clareza e expressividade de volumes simples. Um modo seguro de construir a cidade. Ver mais em:. Revista Zodiac nº16, 1996. Jornal dos Arquitectos nª165. Link para Google Maps

Bloco da Portucel em Viana do Castelo (1965)

Este conjunto de habitações ladeia uma rua de pendente acentuada e afasta-se dela. Invulgar, em Viana do Castelo também, o betão à vista. Estrutura e pele simultaneamente. A autoria deste projecto é dos Arquitectos Magalhães Carneiro e João Serôdio. Link para Google Maps